Roedores

Os ratos, em alguns contextos, são considerados pragas. Quando danificam e destroem plantações e silos de armazenamento de grãos, onde também causam danos estruturais danificando fiações, estruturas, além de ser um vetor para diversas doenças, na maioria das vezes transmitidas pelas suas fezes ou por meio de seus parasitas que com seus hospedeiros como a Yersinia pestis, causam doenças como a peste bulbônica.

Além disso, doenças como salmonelose, tifo murinho e escabiose também podem ser transmitidas pelas fezes dos ratos. Na América do Norte, diversos casos onde a vítima apenas respirou o pó gerado pelas fezes do rato, tem sido associada à hantavírus, o que pode levar à Síndrome Pulmonar por Hantavírus (HPS).

Para que o controle de roedores realizado em suas dependências alcance maior eficácia, faz-se necessária a adoção das seguintes medidas preventivas, que se baseiam no controle ambiental:

  • Limpar diariamente, antes do anoitecer, os locais de refeições e preparo de alimentos.
  • Não deixar alimentos para animais domésticos expostos durante à noite.
  • Acondicionar corretamente o lixo: dentro de sacos plásticos, em latas com tampas apropriadamente fechadas e limpas periodicamente, de preferência sobre estrado, para que não fiquem diretamente em contato com o solo.
  • Dispor o lixo na rua somente na hora que o coletor passa para recolher.
  • Fechar as tampas de sanitários.
  • Colocar os restos de alimentos em recipientes fechados.
  • Armazenar corretamente produtos e utensílios. Colocar sacos, fardos e caixas sobre estrados com altura mínima de 40 cm, afastados uns dos outros e das paredes, deixando espaçamentos que permitam uma limpeza inspeção em todos os lados.
  • Evitar o acúmulo de objetos em garagens, porões e sótãos.
  • Manter terrenos baldios livres de vegetação e montes de lixo. Limpar os terrenos, mantendo bem cuidados os jardins, sem amontoados de vegetação.
  • Não deixar encostados em muros e paredes objetos que facilitem o acesso dos roedores.
  • Proteger aberturas externas e vãos entre as portas e o solo com telas metálicas. Frestas e vãos entre telhas devem ser vedados com argamassa adequada.
  • Colocar telas removíveis em abertura de aeração, entradas e condutores de eletricidade ou vãos de adutores de qualquer natureza.
  • Concretar o piso das instalações para animais e selecionar cama adequada, de fácil remoção. Usar telas com malha de até 6 mm para aviários. Retirar os restos de alimentos dos animais antes de anoitecer.
  • Não utilize raticidas conhecidos como “chumbinho” para exterminar ratos.
  • Adotar área de recepção e triagem de mercadorias, isolada da área de acondicionamento de alimentos.
  • Vistoriar carga e descarga de mercadorias para evitar o transporte passivo de camundongos.
  • Manter limpos e livres de vegetação as margens de córregos e canais abertos e desobstruir seus leitos.
× Como posso ajudá-lo?